Janela Literária

Resenhas e novidades sobre o universo dos livros.

Resenha: The Hate U Give (Angie Thomas)

O odio que voce semeia
versão brasileira: o ódio que você semeia (editora arqueiro)

Quando eu comecei a ler The Hate U Give no ano passado, eu não estava pronta.
Não era o momento certo, sabe? As vezes, para absorver bem a mensagem de um livro, a gente precisa estar preparado. Vocês também sentem isso? Mas bem, chegou 2019 e eu finalmente estava pronta. Devorei esse livro em janeiro e preciso compartilhar essa experiência com vocês.

capa o odio que voce semeia

SINOPSE: Starr aprendeu com os pais, ainda muito nova, como uma pessoa negra deve se comportar na frente de um policial. Não faça movimentos bruscos. Deixe sempre as mãos à mostra. Só fale quando te perguntarem algo. Seja obediente. Quando ela e seu amigo, Khalil, são parados por uma viatura, tudo o que Starr espera é que Khalil também conheça essas regras. Um movimento errado, uma suposição e os tiros disparam. De repente o amigo de infância da garota está no chão, coberto de sangue. Morto. Em luto, indignada com a injustiça tão explícita que presenciou e vivendo em duas realidades tão distintas (durante o dia, estuda numa escola cara, com colegas brancos e muito ricos - no fim da aula, volta para seu bairro, periférico e negro, um gueto dominado pelas gangues e oprimido pela polícia), Starr precisa descobrir a sua voz. Precisa decidir o que fazer com o triste poder que recebeu ao ser a única testemunha de um crime que pode ter um desfecho tão injusto como seu início. Acima de tudo Starr precisa fazer a coisa certa.

livro o odio que voce semeia

Logo no início do livro, que é dividido em cinco partes, somos apresentados à protagonista Starr, e seu perfil vai sendo definido: uma garota negra de 17 anos, que mora em um bairro da periferia dos EUA, mas que estuda em uma escola particular e convive com brancos e negros em sua rotina. Starr já viveu muitas experiências ruins por conta de sua cor - além do preconceito, ela perdeu uma amiga ainda na infância em uma troca de tiros em seu bairro, que é completamente segregado. Mas uma nova fase parece ter chegado para Starr, com os estudos e com o seu pai se dando bem em sua loja de conveniência, sua mãe com a chance de ser promovida... Mas daí o mundo dela desaba quando, em sua presença, o seu amigo de infância Khalil é assassinado. 
Após esse trágico acontecimento ser descrito, eu preciso dizer que achei o desenrolar da história meio chato e devagar por umas boas páginas. Os dias pareciam se arrastar enquanto Starr tentava conciliar a sua vida "normal" na escola com depoimentos com a polícia, e o enredo levou um bom tempo para engatar. Mas quando isso aconteceu, nossa... que engate! hehe 

capitulos o odio que voce semeia
A forma como Khalil foi assassinado denúncia muito a realidade de violência policial que toma como cenário vários lugares do mundo. Tendo como foco os EUA, o livro é uma crítica ao grande número de jovens negros que morrem sem nem mesmo ter a chance de se defender. E ler essa história sob o ponto de vista de alguém que presenciou esse ato me fez pensar muito sobre este problema social.
A trajetória de Starr é complicada. Ela se sente dividida entre aumentar sua voz para todos ouvirem os absurdos que acontecem contra as minorias e se esconder para se manter segura. E viver em meio a isso tudo se torna ainda mais difícil quando as pessoas ao seu redor lhe afetam de diferentes maneiras. Ao longo da história vamos vendo como a família e as amizades de Starr são importantes para a sua tomada de decisão.


angie thomas o odio que voce semeia

Acho importante pontuar que a autora Angie Thomas vem dessa realidade. Jovem negra da periferia, a própria autora já enfrentou muito do que Starr enfrenta em sua obra. Angie fez a sua voz ser ouvida no mundo inteiro através de Starr, através deste livro e de todos os seus personagens incríveis. O livro fez tanto sucesso que ganhou até adaptação para o cinema! 

quote o odio que voce semeia
qual o sentido de ter uma voz se você ficará calado?
Este livro é sobre violência, preconceito e ativismo. É também sobre juventude, sobre ser adolescente, se apaixonar e sofrer decepções. Aprendi muito com a leitura, que recomendo fortemente. E estou ansiosa para ler mais da Angie Thomas. 



ISBN: 978-1-4063-7215-1
Editora Walker Books
Nota: 4/5⭐

18 Comentários

  1. Achei muito legal a história desse livro. Discutir a problemática da violência policial é super importante! Adorei o trailer da adaptação e já quero muito assistir 😍

    ResponderExcluir
  2. É muito bom ler um livro e esse livro nos dá um ensinamento, e essa é uma história que prende muito a atenção do leitor, que legal que o livro ganhou uma adaptação para o cinema, achei bem interessante, bjs.

    ResponderExcluir
  3. nossa como eu nunca tinha ouvido falar nesse livro ainda? adorei essa tematica forte sobre violencia,ativismo, com certeza fiquei curiosa pra ler

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  4. Tô louca pra ler este livro. Uma temática incrivelmente e infelizmente atual, tanto que ao meu ver ele deveria ser recomendado como leitura obrigatória nas escolas.
    Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  5. Gostei de conhecer o livro e da história da autora e do livro. Uma abordagem muito importante. Realmente a protagonista foi a voz da autora. Ja quero ver a adaptação.

    ResponderExcluir
  6. Tô doida pra ler esse livro, mas como você citou no início, não sei se ainda tô preparada, sabe?? A história parece ser muito bem escrita, e de um assunto de extrema importância. Amei sua resenha, e com certeza ainda lerei ele esse ano 💛

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li esse livro mesmo tenno muita curiosidade.
    Realmente a violência policial contra negros existe,sei de pessoas que foram intimidadas por policias aqui da minha cidade simplesmente por causa da cor ,e olha que moro tipo no interior do interior do interior.
    É uma vergonha que quando o filme saiu teve tão pouca distribuição aqui no Brasil.

    Amei a resenha

    Beijos

    Meu mundinho quase perfeito

    ResponderExcluir
  8. Fiquei bem interessada nesse livro, me parece ser muito bom

    ResponderExcluir
  9. Esse livro traz uma temática muito pertinente que deve ser tratada com a importância merecida, assim como a obra nos mostra. Já quero ver a adaptação no cinema.

    ResponderExcluir
  10. É uma temática muito importante, achei a proposta do livro muito boa. Deu vontade de ler!

    ResponderExcluir
  11. Nossa eu amei essa indicação de leitura, amei

    ResponderExcluir
  12. Ainda não li o livro e não assisti o filme por que não veio ao meu conhecimento os 2... mas me despertou uma curiosidade muito grande com certeza um dos 2 vou adquirir com certeza
    Bjs,
    https://keilycesporkeilaluciablog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Não conhecia essa história, mas achei a sinopse bastante interessante e o tema super importante. Com certeza irei colocar na lista para ler ainda este ano

    beijinhos
    Ellen Machado | www.desviearota.com.br

    ResponderExcluir
  14. Eu tenho muita vontade de ler esse livro, penso que ele seja aquele tipo de livro que todo mundo deveria ler. Mas sempre que sobre uma grana eu acabo comprando outra coisa, sabe :/
    Sua resenha ficou ótima e suas fotos ficaram lindas, parabéns! Vou dar uma olhada nas sua outras resenhas :)

    ResponderExcluir
  15. Nao conheço esse livro, mas ja fiquei bem curiosa p saber mais

    ResponderExcluir
  16. Malu, caramba, sou igualzinha vc! As vezes começo a ler um livro que TODO MUNDO fala bem e não consigo, engasgo no meio e sei que não é o momento, rs. Guardo e deixo pra tentar de novo dali ha um tempo. Amei o enredo desse livro e quero ler!! Deve ser bem forte, porem aborda um assunto mt importante!

    ResponderExcluir
  17. Acho que o tema deste livro é e vai sempre muito atual, pois as lutas das diferenças e as dores do amor na adolescência acredito que nunca muda.E quero ver o filme que deve ser mais dinâmico.bjs

    ResponderExcluir
  18. Ainda quero muito ler esse livro, em parte porque também quero ver o filme (que, por sinal, não está recebendo a digna atenção que merece). Esse tipo de leitura é tão importante nos dias de hoje! Bom pra conhecermos a realidade de outras pessoas.
    Suas fotos e sua resenha estão ótimas, como sempre <3 eu adoro vir aqui no seu blog!

    ResponderExcluir

Postar um comentário