Janela Literária

Resenhas e novidades sobre o universo dos livros.

Tudo pode ser roubado (Giovana Madalosso)

Este livro tem algo único. Talvez eu me sinta assim por não ter me dedicado o suficiente a ler literatura brasileira nos últimos meses, mas tem algo nesse livro que me fez pensar "caramba, essa brasileira sabe escrever bem". O jeito como a Giovana Madalosso contou essa história me encantou muito, mesmo quando o enredo não me agradava em alguns aspectos. Após este seu romance de estréia, ela com certeza se consagrou como uma autora que devemos ficar de olho.

A menina da montanha (Tara Westover)

A menina da montanha é um daqueles livros difíceis de ler e ainda mais difíceis de parar de ler. Não é uma leitura difícil por sua linguagem: a escrita é fluída e bem estruturada. O que o torna difícil é a sua realidade, é saber que o que você está lendo realmente aconteceu. Acho que isso é uma forte característica dos livos de não ficção, e este representa esse elemento muito bem.

Dias de Abandono (Elena Ferrante)

"Uma tarde de abril, logo após o almoço, meu marido me comunicou que queria me deixar". É assim que começa Dias de Abandono, romance da autora italiana Elena Ferrante. A história segue sendo narrada por Olga, a esposa abandonada, que precisa lidar com o casamento destruído, dois filhos e um cachorro. Em suas 183 páginas, traduzidas por Francesca Cricelli e publicadas pelo selo Biblioteca Azul da Editora Globo, acompanhamos os pensamentos e sentimentos dessa mulher devastada e em crise.

A Corrente (Adrian McKinty)

Quantas vezes você já viu notícias tensas na TV ou na internet e parou pra pensar "e se fosse eu?". Sequestros, cativeiros, situações de vida ou morte... Eu mesma chego a traçar planos de como sair de coisas assim, hehe Se você nunca se colocou nessa posição, o livro A corrente vai te forçar a fazer isso. É impossível não se colocar no lugar dos personagens deste thriller psicológico.