Janela Literária

Resenhas e novidades sobre o universo dos livros.

Orgulho e Preconceito (Jane Austen)

capa orgulho e preconceito martin claret

Eu pensei muito se faria ou não este post. Orgulho e Preconceito é um clássico extremamente comentado, e sinto que todo mundo já conhece a história (mesmo que tenha sido por ouvir outras pessoas falarem sobre ou por ter assistido ao filme). Mas desde que concluí essa leitura há algumas semanas atrás, não consigo parar de pensar nas impressões que tive - que senti que foram um pouco diferente das que costumo ler em outras resenhas deste livro por aí. Então vamos lá!

orgulho e preconceito

SINOPSE: "Orgulho e preconceito" é o livro mais famoso de Jane Austen e possui uma série de personagens inesquecíveis e um enredo memorável. Austen nos apresenta Elizabeth Bennet como heroína irresistível e seu pretendente aristocrático, o sr. Darcy. Nesse livro, aspectos diferentes são abordados: orgulho encontra preconceito, ascendência social confronta desprezo social, equívocos e julgamentos antecipados conduzem alguns personagens ao sofrimento e ao escândalo. O livro pode ser considerado a obra-prima da escritora, que equilibra comédia com seriedade, observação meticulosa das atitudes humanas e sua ironia refinada.


orgulho e preconceito

Há muitos anos atrás eu havia começado a ler este livro em outra edição, daquelas resumidas, mas não cheguei a concluir. Quando a Martin Claret lançou essas novas capas maravilhosas, resolvi comprar o meu livro. Ele ficou esperando na estante até que, no mês passado, resolvi pegá-lo para ler. O começo foi difícil... Apesar de gostar de como a autora apresentou os personagens e ter me encantado desde o início com a protagonista Elizabeth, senti que a primeira metade do livro se arrastou demais, tendo alguns capítulos que pareciam inúteis e maçantes.

LEIA TAMBÉM: O sol é para todos (Harper Lee)

folha de rosto orgulho e preconceito

O romance principal da história se apresenta de forma tímida, quando já desconfiamos que a forma como Elizabeth encara Darcy - um rapaz orgulhoso, pomposo, nariz em pé - irá, em algum ponto, mudar. Porém com o tempo isso fica meio esquecido, e o foco passa a ser o casamento de suas irmãs e até mesmo em outras possibilidades de matrimônio para a própria Elizabeth. Na época em que se passa a história, tudo girava em torno de casamento e posses. Lizzy chega a receber uma proposta de um primo, o Sr. Collins, que eu achei insuportável. Ainda bem que ela disse não! 
Elizabeth é realmente uma personagem forte, e gostei muito de sua postura firme ao tomar decisões. Também gostei muito do seu pai e de sua irmã Jane, mas gostaria de ter visto mais sobre Mary - a sua irmã mais calada, que se dedica bastante aos estudos. Acho que seria interessante ter explorado um pouco mais sobre ela no livro, pois fiquei curiosa sobre o que tanto ela fazia e no que pensava nas horas em que estava ausente do círculo principal.

orgulho e preconceito martin claret

Talvez eu não tenha tanta paciência para romances de época - mesmo este sendo, realmente, da época -, mas toda essa narrativa não conseguiu me prender muito. Passei quase um mês lendo o livro e torcendo para que acabasse logo. Porém, ele foi bom o suficiente para me fazer querer ler outro livro da autora. Quem sabe outra de suas histórias me agrada mais! Vamos torcer.

ISBN: 978-85-440-0182-0
Editora: Martin Claret
Nota: 3\5

Esta leitura fez parte do projeto #EstanteZero

23 Comentários

  1. que edição linda! esse é mesmo um classico da literatura muito gostoso de ler que fala sobre o poder feminino numa época que era ainda mais dificil a mulher ter voz

    ResponderExcluir
  2. A história do livro fala por si gosto de histórias que tenha personagens forte como a Elizabeth, uma mulher que toma decisões, gosto bastante de romances de época, bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Queria gostar mais de romances de época, viu? hehe Mas com certeza darei mais chances ao gênero!

      Excluir
  3. que demais esse ivro, já tinha ouvido falar muito dele, mas não dessa forma que abordou, amei!!

    ResponderExcluir
  4. Amo ler, já ouvi e li muitos comentários sobre ele, e não sei por que ainda não o li. Com esse post, essa resenha veio como um incentivo.
    Ah, amei as fotos, todas muito lindas.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando ler volta aqui pra me contar o que achou! Beijão <3

      Excluir
  5. Eu ouvi a primeira vez esse título pelo filme que amei muito, nossa você falando sobre o livro, me deixou bem curiosa pra ler.
    Elisabeth realmente é uma mulher que nos enche de orgulho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tô louca pra ver logo o filme, mas ainda não tive tempo!

      Excluir
  6. A linguagem é massante neh?! Esse é um clássico. Mas é tão bom ler resenhas de livros, que já leu... vc acaba enchergando com outros olhos e vendo o que talvez não tenha visto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acho que todos os clássicos sejam assim, mas esse realmente não atingiu as minhas expectativas...

      Excluir
  7. Eu quero muito ler, fiquei encantada com a forma como você explicou sobre ele. E sim, ADOREI A CAPA! ♥

    ResponderExcluir
  8. Que livro mais lindo, já vi o filme, muito bom bjo

    ResponderExcluir
  9. Eu nunca li o livro, mas já assisti umas dez vezes o filme...rsrs
    Simplesmente adoro a história e com a sua experiência fico pensando se eu vou gostar do livro ou se também não vou me prender muito a esta leitura. Enfim, mas fiquei curiosa em saber se o livro é mais detalhado do que o filme.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Provavelmente o livro tem mais detalhes sim, já que possui mais de 400 páginas, mas preciso ver o filme pra ter certeza! Espero gostar também <3

      Excluir
  10. Eu adorei a capa, teria comprado ele só pela capa mesmo e não pela história em si. Não gosto de livros que demoram a se desenrolar. Beijo

    ResponderExcluir
  11. Amo os romances de época, Orgulho e preconceito foi a primeira obra da Austin que eu li e tenho um carinho muito grande por ele! Gosto de personagens femininas fortes, e isso Jane Austen entende!

    ResponderExcluir
  12. Jane Austin funciona para alguns e para outros não. Eu amei essa leitura, foi um dos primeiros romances clássicos que li e foi uma leitura excelente. A autora está no meu coração e amo tanto o filme quanto o livro.

    Beijo
    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  13. Eu li há tanto tempo atrás, bem antes de ele estar mais na moda ou de ter o filme, sabe??? História belíssima!!!

    ResponderExcluir
  14. Olá, Malu

    Eu tentei ler esse livro quando era adolescente e não rolou. Ele está no meu projeto deste ano, mas não sei se vou conseguir ler.
    Que bom que mesmo com as ressalvas você manteve a curiosidade pelos livros da autora e não se deixou abater pelo fato de não ter curtido tanto esse. Espero que sua próxima experiência com Jane Austen seja melhor!

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  15. Oi
    uma pena que a leitura dele acabou não te agradando tanto, mas mesmo assim curtiu algo, eu ainda não li nada da autora, mas tenho muita curiosidade, ainda mais porque ando viciada no gênero.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Essas novas edições lançadas pela Martin Claret realmente são bem bafônicas! O negócio é o seguinte... eu também tenho ele por aqui nessa versão simplificada que você falou e não sinto muita vontade em ler justamente por isso.A ai... mas ás vezes romances de época nos irritam mesmo. Tenho bastante curiosidade em ler algo da autora e o farei,mas no momento ainda não. Obrigada pela sinceridade.
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir

Postar um comentário