Janela Literária

Resenhas e novidades sobre o universo dos livros.

Como o meu gosto literário mudou com o tempo

Cá estou eu de volta após quase um mês sem postar no blog, estando no meio de uma ressaca literária, para falar sobre como o meu gosto literário mudou com o tempo. Tenho pensado bastante no assunto nos últimos tempos e por isso resolvi escrever este post mais reflexivo, com o qual talvez alguns de vocês se identifique. Vamos lá! 

malu leitora

Como tudo começou...

Eu aprendi a ler cedo, por volta dos 5 anos, e desde então me encantei pelos livros. Minha mãe sempre lia pra mim e quando aprendi a ler comecei a querer fazer isso sozinha também, e lembro que o meu desejo era poder ler de tudo. Haviam alguns clássicos brasileiros na nossa estante, mas minha mãe sempre explicava que era melhor eu esperar um tempo para lê-los, pois eram "livros de adulto". Então eu continuava com os meus livros infanto-juvenis e com a curiosidade por essas outras histórias.

Adolescente leitora 

Chegou a adolescência e vocês acham que eu finalmente li aqueles clássicos da literatura? Claro que não! Inclusive odiei os que tive que ler para as disciplinas da escola, como "A viuvinha" e "Marília de Dirceu". Lá pela 7º série eu me interessei pelos livros de Harry Potter e pronto, essa virou a minha obsessão. Além da saga eu também lia alguns romances, como os da Rainbow Rowell, e cheguei a começar outras sagas, como Crepúsculo e Diários do Vampiro, mas não cheguei a concluir. Nada se comparava a Harry Potter pra mim, e os outros livros só serviam pra tentar ocupar o vazio que os livros da saga deixavam.
Acho que a única outra saga que também me pegou ainda no ensino médio foi Jogos Vorazes, e foi aí que se iniciou o meu amor pelas distopias. Algo interessante da época era a minha capacidade de devorar um livro em poucos dias. Eu lia de madrugada, lia a tarde inteira... Ai ai, saudades. Agora tem sido bem mais difícil manter o foco por mais de trinta minutos.

Vida de universitária 

Passei no vestibular para Ciências Sociais e através do curso eu comecei a me interessar por outras temáticas, além de ter sido apresentada a outros autores. Também resolvi buscar me aprofundar na leitura de distopias, e li a maioria das clássicas. Comecei a buscar diversificar as minhas leituras, lendo autores fora do eixo EUA-Inglaterra e também gêneros literários diferentes.
Descobri que eu amava dramas familiares e enredos vívidos, que me transportavam para outras realidades. Foi nessa época também que passei a ter mais parcerias com editoras através do blog, o que me permitiu ter acesso a mais livros e produzir novos conteúdos por aqui. O tempo pra ler já não era o mesmo com todas as obrigações da faculdade, mas eu sempre dava um jeitinho. 

Vida adulta, ansiedade e (mais) obrigações

Durante quase todas as fases da minha vida até aqui eu convivi com a ansiedade, mas foi após sair da faculdade que o bicho pegou mesmo. Isso mexeu bastante com os meus hábitos de leitura e também com a minha forma de analisar o que eu lia. Percebi que o amadurecimento me afastou um tanto dos romances (faz um tempão que não leio algo da Jojo Moyes, por exemplo), e me fez buscar obras com mais camadas, que fossem capazes de captar minha atenção e me fazer esquecer dos meus problemas. Foi aí que descobri os thrillers. 
Eu já curtia um bom romance policial antes, mas os thrillers costumam me agradar num outro nível. Não tive boas experiências com todos que li, mas a maioria conseguiu me prender bastante e isso é massa. 
Algo que se mantém até hoje é o meu interesse por distopias, mas preciso encontrar outras boas para ler. Também amadureci o meu gosto pelos romances de formação, e continuo lendo muitas histórias repletas de dramas familiares. Acho que isso se deve ao fato de eu amar uma boa fofoca, hehehe 
O difícil tem sido achar tempo (e disposição) para ler. Agora eu trabalho, estou prestes a me casar e tenho milhões de obrigações. A leitura ainda é uma atividade prazerosa pra mim, mas as vezes deitar e ver uma série tem sido mais fácil. Quero muito mudar isso e retomar o hábito, mas preciso dar uma organizada na minha vida primeiro. 
***
Sinto que nos próximos anos o meu gosto literário ainda vai mudar bastante. Talvez eu volte a gostar de romances românticos, talvez eu comece a ler fantasia (desde Harry Potter não me interessei por mais nenhuma). O que é certeza é que irei continuar compartilhando as minhas experiências literárias  no blog, e eu espero ter você, leitor, aqui comigo 💗

1 Comentários

  1. Que interessante esse overview da tua vida de leitora, e eu fico muito feliz por ter estado contigo durante boa parte dessas mudanças, hehe.
    Sei que tu não curtiu muito A Sociedade do Anel, então recomendo O Hobbit para ler como fantasia, quem sabe acompanhar Bilbo seja uma história que te prenda mais ;)

    ResponderExcluir

Postar um comentário