Janela Literária

Resenhas e novidades sobre o universo dos livros.

Anne de Green Gables (L. M. Montgomery) + wallpaper gratuito!

Vez ou outra um livro me faz pensar "caramba, eu devia ter lido isso antes"! Foi esse o caso de Anne de Green Gables. Comprei essa edição em 2018, e por alguma razão inexplicável fiquei adiando a leitura por meses, sempre dizendo que em breve iria ler. Daí rolou a leitura conjunta do @preconceitoliterario e eu resolvi finalmente tirar a poeira do livro. Foi a melhor decisão que eu poderia ter tomado naquela semana de quarentena!

anne de green gables

SINOPSE


Quando os irmãos Marilla e Matthew Cuthbert, de Green Gables, na Prince Edward Island, no Canadá, decidem adotar um órfão para ajudá-los nos trabalhos da fazenda, não estão preparados para o “erro” que mudará suas vidas: Anne Shirley, uma menina ruiva de 11 anos, acaba sendo enviada, por engano, pelo orfanato.
Apesar do acontecimento inesperado, a natureza expansiva, sempre de bem com a vida, a curiosidade, a imaginação peculiar e a tagarelice da menina conquistam rapidamente os relutantes pais adotivos. O espírito combativo e questionador de Anne logo atrai o interesse das pessoas do lugar – e muitos problemas também.
No entanto, Anne era uma espécie de Pollyanna, e sua capacidade de ver sempre o lado bonito e positivo de tudo, seu amor pela vida, pela natureza, pelos livros conquista a todos, e ela acaba sendo “adotada” também pela comunidade.

ilustration anne of green gables

Li  na edição em inglês da Puffin Books e, apesar de ser um livro infanto-juvenil, o vocabulário é um pouco arcaico para mim, já que a obra é de 1908. Isso fez eu me sentir um pouco emperrada no começo, e decidi acompanhar a leitura com um audiobook. Encontrei a versão narrada pela Rachel Adams (a Regina George de Meninas Malvadas) no Audible e pronto, engatei na leitura. A entonação dela lendo o livro é perfeita! 
A sinopse indicada lá em cima é a da edição da Editora Autêntica, que também tenho aqui em casa por ter presenteado a minha mãe com ela. O trabalho deles ficou incrível e eu recomendo muito a aquisição para quem quer ler o livro em português. As eventuais citações deste post também serão retiradas da edição da Autêntica. 
Deixando de lado esses detalhes, vamos à resenha. 

leia até o final e descubra como obter wallpapers lindos de Anne!

content anne of green gables

Dividido em 38 capítulos curtos, o livro conta a história de Anne Shirley, uma garota de 11 anos peculiar e cheia de vida. Sua trajetória é narrada em terceira pessoa e começa antes mesmo de ela chegar a Green Gables, quando os seus futuros tutores são apresentados. Matthew e Marilla Cuthbert são dois irmãos solteirões que decidem adotar um garoto, quando são surpreendidos por um erro: uma garota, Anne, é enviada no lugar. Esse erro causa um reboliço entre os irmãos e em Green Gables, o vilarejo canadense onde eles vivem. 
- Não me querem porque não sou um menino! Eu deveria ter imaginado isso. Ninguém nunca me quis." p. 31
A verdade é que Anne sofreu muito até chegar a Green Gables. Órfã, ela passou por várias famílias até ser deixada no orfanato onde viveu antes de ser adotada por Matthew e Marilla. Aos poucos vamos conhecendo mais sobre a sua vida e descobrindo sobre sua personalidade única, e logo tudo começa a se resolver e Anne se estabelece neste lugar formidável.
- Estou tão contente quanto é possível. Oh, contente não parece ser a palavra certa... não, de jeito nenhum... fiquei contente com o Caminho Branco e as flores de cerejeira...Mas isso! Oh, isso é muito mais que estar contente...Estou muito feliz!" p. 61
Anne é uma menina tagarela e cheia de vida, que adora dar nome às coisas e poetizar tudo ao seu redor. Até ela mesma define um novo nome para si: Anne com um 'e', por que soa melhor do que Ann. Isso por que ela não conseguiu convencer ninguém a lhe chamar de Cordelia ou Geraldine. Apesar de seu espírito livre, Anne também se autodeprecia por ser magrela e ruiva, características que lhe parecem absurdamente ruins. Ao mesmo tempo que lamenta por isso, ela se regojiza com o mundo ao seu redor, que faz questão de vangloriar diariamente em sua imaginação.

LEIA TAMBÉM: A sociedade literária e a torta de casca de batata (Mary Ann Shaffer e Annie Barrows)

anne de green gables

Os irmãos Cuthbert


Matthew e Marilla são dois grandes personagens nesta trama. Apesar de irmãos, os dois são bens diferentes em suas personalidades e temperamentos. Matthew é um homem amável de poucas palavras, tímido e bom trabalhador, sempre cuidando do terreno da família provendo o seu sustendo. 
Marilla também não é chegada a floreios quando abre a boca, sendo sempre direta ao ponto. Mas ela não aguenta nada calada e muitas vezes pode ser rígida com as pessoas à sua volta. Porém, já nos primeiros momentos da leitura podemos sentir que, no fundo, há um bom coração.

Os cidadãos de Avonlea


Além da família Cuthbert, outras famílias da região de Avonlea, onde fica Green Gables, se destacam no livro. Dentre os cidadãos mais interessantes estão Rachel Lynde, que no primeiro capítulo se apresenta como a vizinha fofoqueira dos Cuthbert, sempre de olho em tudo e disposta a dar a sua opinião mesmo sem ser solicitada. Temos também Diana Barry, garota da idade de Anne que logo se torna sua melhor amiga. 
Outros personagens surgem aos poucos na história, que ajudam a compor todo o clima de Avonlea. 

E falando em Avonlea...


Resolvi ir mais a fundo e pesquisar sobre a região em que essa história é retratada. Avonlea seria um território da Ilha do Príncipe Eduardo, província canadense litorânea. Apesar de Avonlea não ser uma região real, a realidade da Ilha é bem parecida com aquela retratada no livro. Hoje em dia a província ainda tem como base de sua economia a agricultura, e tem Charlottetown como capital. A região chegou a ser colônia francesa durante alguns anos, mas o território passou para os ingleses em 1763 e seu idioma oficial até hoje é o inglês. 

ilha do principe eduardo
imagem: oi canadá
Mas não fique desapontado por descobrir que Avonlea não existe de verdade! Um vilarejo fictício foi criado em Cavendish, região onde viveu a autora L.M. Montgomery, lá mesmo na Ilha do Príncipe Eduardo. Procurei mais informações sobre quando o vilarejo foi fundado, mas não tive muito sucesso. Porém no site da Avonlea Village encontrei essas imagens incríveis do lugar, que me deixaram com ainda mais vontade de conhecer o Canadá:

loja de anne de green gables
A loja de Anne de Green Gables
chocolates anne de green gables

A autora


Lucy Maud Montgomery obteve sucesso imediato com o lançamento de Anne. Sua história lembra um pouco a da personagem, tendo ela mesma ficado órfã de mãe pouco após 1 ano de idade, sendo assim criada pelos avós. Apesar da fama que teve em vida, a autora passou por adversidades pessoais que levam a crer que a mesma tenha tirado a própria vida em 1942, apesar de sua morte ter sido declarada como falência múltipla de órgãos. A sua neta, Kate Butler, confirmou que Lucy sofria de depressão. 

l m montgomery

A autora escreveu e publicou muitas outras obras além da série de Anne, dentre romances, contos e poesias. Ela teve sua autobiografia publicada sob o título "The Alpine Path: The Story of my Career".

O que Anne nos ensina


A história de Anne é uma daquelas que nos deixa um ensinamento. A leveza e o encanto da personagem é excepcional, e nos inspira a ser mais um pouco como ela também. Ela comete erros e possui defeitos, mas ao longo dos capítulos vemos que ela aprende com eles e amadurece, e que sua presença cativante contagia aqueles ao seu redor. Cada uma de suas adversidades é resolvida com uma lição que podemos tomar para a vida.
O leve senso de humor dos personagens dessa história também nos conforta e torna a leitura ainda mais prazerosa. Daquele vilarejo canadense, no começo do século XX, eles nos transmitem a simplicidade da vida e nos fazem deixar de lado os problemas mais complexos.

anne de green gables
"aguardar ansiosamente um acontecimento representa metade do prazer que ele pode nos dar"
A principal mensagem deste livro? Isso é você quem tira. A experiência de ler Anne é única e tenho certeza que ela tem algo a te ensinar. Recomendo demais essa leitura, que é seguida de mais 7 livros sobre a trajetória da protagonista. Não vejo a hora de revisitar estes personagens e aprender mais com Anne!

Compre Anne de Green Gables:


Adaptação


Este livro inspirou a série "Anne with an E", disponível mundialmente na Netflix. Após 3 temporadas que pareciam bem sucedidas, a série foi cancelada pela CBC, sua emissora original. Desde então várias petições já rodaram na internet pela renovação da série, e os fãs tentam manter as esperanças de que ela volte no futuro. Confira o trailer:


E como freebie para vocês, preparei 3 wallpapers gratuitos da série para você usar no celular! 

wallpaper anne

Receba os três modelos sem marca d'água no seu e-mail cadastrando-se na Newsletter do Janela Literária:

Inscreva-se

* indicates required



Recomendo demais tanto o livro quanto a série, que comecei a assistir no último fim de semana e já estou amando! Conta nos comentários se você já conhecia Anne e quais as suas impressões sobre essa garotinha 💛

18 Comentários

  1. Mulher, que perfeição. Do começo ao fim. Sério. Aas fotos, sua dedicação, a autora, a série!

    ResponderExcluir
  2. Eu li o livro em português. Amei do principio ao fim. Historia magnífica, apaixonada por Anne fiquei. Sua resenha perfeita retratou muito bem a história. Deu vontade de ler novamente kkkkk, parabéns! Quero adquirir logo o segundo,para continuar me encantando com tão linda história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, fico feliz que a resenha tenha te deixado com vontade de reler <3 Também estou louca para ler logo o segundo!

      Excluir
  3. Aiii, eu sou tão doida pra ler esse livro! Sou muito apaixonada pela série e sei que o livro é tão incrível quanto. Amei sua resenha e claro que me inscrevi pra receber os wallpapers ❤️ aliás, AMO uma newsletter.

    Estante da Pipoca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tô amando demais a série! Que bom que gostou dos wallpapers <3

      Excluir
  4. Ai, que lindezas esses wallpapers! Assisti a série e fiquei morrendo de vontade de ler os livros.... seu texto só aumentou essa vontade!
    Amei as fotos e infos sobre o local e a autora também!
    Beijos
    A Menina da Janela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, Laura! Eu tô amando assistir a série <3

      Excluir
  5. Eu li o primeiro livro da Anne mês passado, e amei. Mesmo que algumas coisas sejam bem diferentes da série, e eu gostar bastante das questões mais atuais abordadas na série, entendo que era mais complicado falar sobre esses assuntos naquela época do que numa série que se passa naquela época mas que foi feita na última década.
    Minha edição de Anne é a da Martin Claret, e já quero o segundo livro pra ontem. Achei a sua a coisa mais linda <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda estou no início da série mas estou curtindo bastante os elementos extras que estão inserindo. E nossa, a edição da Martin Claret também é linda! <3

      Excluir
  6. Comecei a ver a série. Esse livro da vontade de ler só pela lindeza da capa. As cotações escolhidas são lindas.
    Com certeza será mais um na lista.
    Os livros sempre diferem de suas adaptações, né?!
    Ansiosa para ler.

    Jully -
    https://profjullyalmeida.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Jully, as adaptações sempre ficam diferentes de alguma forma! Porém nesse caso eu amei tanto o livro quando a série <3

      Excluir
  7. Nossa, que trabalho bem feito. Você escreve de forma muito clara e informativa, além de ter uma estética linda no seu trabalho.

    Pollyana mudou a minha vida, quem sabe Anne também cause essa transformação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Jullyana! Eu li Pollyana quando era bem novinha, então não lembro muito bem da história. Tenho muita vontade de reler!

      Excluir
  8. Oi, então eu ouço falar sobre Anne, principalmente por conta do sucesso da série da netflix, ainda não sentei pra assistir por não me sentir captada por ela, não sei acho que por tanta gente estar falando sobre hahahah, não sabia que existia o livro dela, talvez se eu ler possa me interessar um pouco mais né?
    Você escreve muito bem, me prendeu do inicio ao fim, esses wallpappers são muito meiguinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hehehe, te entendo! Isso já aconteceu comigo, de evitar ver algo que tá todo mundo falando xP Mas dá uma chance, acho que você vai curtir!

      Excluir
  9. Acho que preciso rever a série, porque eu vi um começo dela e não curti muito, mas adorei a tua resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenta mesmo assistir, a história se desenvolve lindamente! <3

      Excluir

Postar um comentário