Janela Literária

Resenhas e novidades sobre o universo dos livros.

Dark Academia: o que é, características e referências

Você já deve ter ouvido falar. Está em posts no Instagram, indicações no Twitter, vídeos no TikTok. Dark Academia. Uma estética, um estilo. Mas como definir esse termo exatamente? Neste post vou te trazer não só um conceito, mas também algumas características e referências desse termo que entrou para o vocabulário dos amantes de literatura, arte e música clássica.

Resenha: Maus (Art Spiegelman)

A Segunda Guerra Mundial sempre me intrigou. Lembro de quando comecei a estudar as grandes guerras na escola e do quanto me sentia ao mesmo tempo angustiada e curiosa para entender como a humanidade chegou a esse ponto. Grande parte da angústia vem do fato de que nem é tão difícil assim chegar a esse ponto, já que genocídios continuam acontecendo pelo mundo e discursos extremistas continuam ganhando espaço na sociedade até hoje. Maus, quadrinho do Art Spiegelman, consegue traduzir de maneira excepcional a necessidade de refletirmos sobre o passado e não deixar que ele se repita. 

8 de março, literatura e redes sociais

Chega o mês de março e começam as movimentações para o dia internacional da mulher: em alguns setores a data já faz parte do calendário editorial, enquanto que outros são sempre pegos de surpresa e precisam improvisar para "não deixar o dia passar em branco". A verdade é que datas assim, na era digital, meio que nos obrigam a postar algo, a nos posicionar, a mostrar que a gente se importa. "Não, eu não sou machista, olha aqui o meu post de 8 de março". A internet é um eterno viver de fachada.

Resenha: A Redoma de Vidro (Sylvia Plath)

O que esperar do único romance de uma poeta? Foi por seus poemas que Sylvia Plath se tornou conhecida, mas seu nome também fez com que a obra "A redoma de vidro" ganhasse destaque no meio literário. Publicado em 1963, esta narrativa em primeira pessoa traz traços autobiográficos confirmados pela própria autora, num enredo marcado pela depressão da protagonista. 

Lidos em Fevereiro // Wrap up

Após ter lido 8 livros em janeiro, acabei pegando mais leve em fevereiro e lendo apenas 3 livros, sendo que um deles eu já havia começado lá no início do ano. A real é que estou numa ressaca literária e acabei ficando sem ler por vários dias nesse mês. Acho que parte da culpa está no fato de eu ter escolhido livros bem tristes pra ler (juro que não foi a intenção!), e acabei ficando meio na bad. Preciso escolher algo um pouco mais animado como próxima leitura! Mas vamos lá com esse wrap up: